O câncer de cavidade oral é considerado um problema de saúde pública em todo o mundo. Estimam-se, para o Brasil, no ano de 2014, 11.280 casos novos de câncer da cavidade oral em homens e 4.010 em mulheres.

 

Fatores de risco: tabagismo, alcoolismo, hábitos alimentares, hábitos sexuais, medicamentos, fatores ocupacionais e radiação.

 

O câncer de boca afeta lábios e o interior da cavidade oral. Dentro da boca devem ser observados gengivas, bochechas, céu da boca, língua (principalmente as bordas) e região embaixo da língua. O câncer do lábio é mais comum em pessoas brancas e ocorre mais frequentemente no lábio inferior.

 

O dentista capacitado tem toda competência técnica para atuar com este excelente produto, que pode ser muito importante para complementar o efeito estético de restaurações como a porcelana dental.

 

Diante de alguma lesão que não cicatrize em um prazo máximo de 15 dias deve-se procurar um dentista para a realização do exame completo da boca.

 

A visita periódica ao dentista favorece o diagnóstico precoce do câncer de boca, porque é possível identificar lesões suspeitas.

 

Pessoas com maior risco para desenvolver câncer de boca (fumantes e consumidores frequentes de bebidas alcoólicas) devem ter cuidado redobrado.

 

Fonte: INCA